Wall of fame

REV

Com muito orgulho apresentamos aqui uma noticia “fresquinha”.
Na edição de Agosto da conceituada revista REV encontramos uma entrevista exclusiva da loja da Rua 4 de Espinho.
A Backdoor assim chega as bancas através desta revista em que nós também somos consumidores.
Corre para as bancas e compra a tua edição…


O Dia da Cidade de Espinho – 16 junho – iniciou-se da forma habitual, com o hastear das bandeiras, primeiramente na J.F.Espinho e de seguida, na Câmara Municipal.
Sua Excelência o Sr Presidente da República, o Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa marcou presença no município de Espinho, neste importante dia para todos os espinhenses, ao inaugurando a Escola Básica de Silvalde, juntamente com o Presidente da Câmara Municipal de Espinho, Dr Pinto Moreira, do seu executivo e do Dr Luís Montenegro, líder da bancada parlamentar do PSD.
Esta comitiva prosseguiu para uma à Alameda 8, onde o Presidente da República e o autarca espinhense, na companhia de Diogo Lacerda, membro da equipa de Rui Lacerda, explicou todo o projeto de Requalificação à superfície do Canal Ferroviário (ReCaFe), de co-autoria entre o arquiteto espinhense Rui Lacerda e o espanhol Francisco Mangado.
O momento alto do Dia da Cidade, deu-se no Centro Multimeios, onde decorreu a sessão solene do 43º aniversário da elevação de Espinho a cidade.
O Presidente da República e o Presidente da Câmara Municipal de Espinho chegaram ao edifício onde foram recebidos pela população. Nesta cerimónia foram homenageados os jovens de mérito e instituições e personalidades ilustres da cidade.
Foram ainda homenageados e reconhecidos publicamente os funcionários municipais que perfazem 25 anos de serviço na autarquia, entre os quais: Ana Eva Ferreira Mourão Pinto Ferreira, António Pereira da Silva; Idalina Maria Silva Sousa, Joaquim Gomes Couto, Jorge Floriano Pereira Alves, José Manuel Fernandes Chumbinho, Maria Graça Silva Fernandes Almeida, Virgílio Soares Ferreira Pinto.
Neste 43º Dia da Cidade, a “Distinção de Mérito Jovem Espinhense” foi atribuída a José Gregório Pereira, jovem empresário espinhense; a Rui Nuno Sá Ramos Pereira, Diretor da cadeia hoteleira do Grupo Stay Hotel; a Jorge Miguel Letra Ferreira, Músico com reconhecida carreira internacional; Rita Sá Belinha, repórter e apresentadora na RTP.
A Cooperativa Nascente, instituição que tem vindo a desenvolver ao longo dos seus 40 anos de história, foi homenageada pelo seu relevante serviço cívico e cultural, sendo que o CINANIMA e o Jornal Maré Viva são as suas marcas distintivas. A distinção foi entregue ao presidente da instituição, o Dr António Santos.


JN

É uma forma de arte. Transformar motos de série em peças únicas, que se distinguem pela sua singularidade e apostas arrojadas, num visual alternativo, é uma paixão que ganha adeptos em Portugal. Este sábado, algumas dezenas de entusiastas da customização dos veículos de duas rodas juntaram-se em Espinho.

O mote para o encontro foi o 1º Motorcycle Design Contest, promovido pela “Backdoor Shop”, onde diversas motos se perfilaram num desfile de originalidade.

Há motos que ficam irreconhecíveis, sendo quase impossível saber o modelo de origem. Assentos, faróis e depósitos modificados, suspensões alteradas, quadros adaptados, são apenas algumas das inúmeras alterações onde não escapam os mais pequenos pormenores.

   “Tratam-se de modificações, de uma ponta à outra, até as motos ficarem irreconhecíveis do que era a base”, explicou Gregório Pereira, da organização que contou com 61 inscritos na iniciativa.

Diz que há, ainda, outro tipo de personalizações, “mais simples”, como, “mudar a pintura, pneus, rebaixar assentos e retirar o máximo de plásticos”.

Nuno Figueiredo, de Espinho, é um dos apaixonados que há mais tempo de dedica à customização. Ligado à aviação, como piloto, tem na alteração das motos um dos seus passatempos prediletos.

“Gosto de mecânica e dou um toque pessoal no que penso que se pode melhorar, sem retirar o estilo à época da mota”, disse Nuno Figueiredo, que alterou profundamente a sua moto “BSA”, de 1956.

NOTICIA EM:

https://www.jn.pt/local/noticias/aveiro/espinho/motos-personalizadas-juntam-dezenas-de-entusiastas-em-espinho-10817726.html


BACKDOOR NO PORTO CANAL

A Backdoor está presente no Porto Canal, mais propriamente no programa “Grandes Manhas” onde apresenta o festival Pistons and Fins.


BACKDOOR NO ART AND MOTO


Que pontos em comum podem ter as motos e a arte? É a esta combinação que o festival Art & Moto se dedica. O evento, que vai já na sua quinta edição, vai ocupa a LX Factory, em Lisboa, já nos próximos dias 26, 27 e 28.

Além de motos e arte, também o surf, a moda, a música, a cerveja artesanal e a street food marcam presença no festival, que se apresenta como um local onde convergem “tendências urbanas contemporâneas, tendo como centro o design de motos e o seu uso quotidiano”.

Com entrada livre, o Art & Moto vai espalhar-se por dois espaços da LX Factory. Na Fábrica L, vai estar a exposição “O Mundo das Corridas”. Já na Fábrica XL, os visitantes vão poder encontrar obras de design e preparação de motas por construtores nacionais e novos talentos.

A programação inclui ainda a Ignition Party (festa de arranque do evento), o Bike Build Off (exposição das melhores construções de garagem) e o Bike-Nic (passeio e piquenique nos arredores de Lisboa).


NOBODY LOCKS BACKDOOR
1/6/2016

A Electric dá as mãos com a Backdoor Garage na tentativa de criar mais um acessório essencial ao nosso estilo de vida. A criação do projeto “Nobody locks the Backdoor“ reflete todas as caraterísticas Electric numa mota Yamaha XT 600, respeitando aquilo que mais representamos como produto, “Style Who Performance“. A Backdoor surpreende-nos com uma customização incrível para quem gosta de Motas e Surf , com um suporte de prancha ideal para ires nas tuas surfadas e, como se já não fosse um detalhe brilhante, adicionou a oportunidade de surfares à noite, acrescentando um extra foco no “Side Board Rack” para iluminar as tuas surfadas fora de horas. A Electric acredita que ser um espírito livre passa por criar este tipo de oportunidades, levando a sério os nossos prazeres e criando forma de desfrutar da vida como ela merece. Sem dúvida que a Crew Backdoor acertou em cheio, pois todo o conforto e velocidade da Yamaha com detalhes que realmente fazem sentido. De cor preta gloss, inspirada nos materiais de “grylamide” e acetatos usados na construção dos nos óculos Electric, com um detalhe único e especial de assinatura Backdoor como não podia deixar de ser, todosas nuances a vermelho significam o suor e sorrisos deixados na sua criação. Ainda com uma bolsa lateral Electric customizada em pele, criada em harmonia com o banco e alguns outros detalhes na mota, garantido um local seguro para as todas as viagens em plena harmonia com as tuas necessidades. A Electric tem assim o prazer de nos apresentar esta parceria no conceituado Festival Custom ”Wheels & Waves“ em Biarritz, França, nos próximos dias 8, 9, 10, 11 e 12 de junho. A caravana Nobody Locks the Backdoor – Electric promete muito Rock, Arte e Cultura. Será sem duvida uma viagem a não esquecer . Os embaixadores Electric estarão presentes no festival, como Chris Christeonson e as suas pranchas, Luís Martins nas tatuagens e com as customizações do artista João Cruz durante os vários dias de Wheels & (a lot of) Waves. Junta-te a esta equipa e vai com a caravana Electric até Biarritz passando o festival com eles. Basta que apareças no dia 7 de junho, pelas 7:17, na Backdoor Shop em Espinho. No entanto, se por algum azar não puderes estar presente, não desesperes, em julho há outra surpresa em agenda. Fica sintonizado!


N4:10

Hoje são Luís e Júlia que falam no 4:10 …

 

Espihno, Portugal, a 20 minutos do Porto.

Desde 2008, de frente para o mar, está a “Backdoor” .

Os seus 300 m2 combinam uma loja de street wear, surf (Normal, em Portugal, em frente a um spot como este), skate, acessórios para motos (alguns capacetes e luvas), um pequeno bar e a “garagem”.

Tudo se encaixa: Motos, Cartazes, Capacetes Retro, roupas e acessórios, sapatilhas, guitarras, chaves de fenda e principalmente a mecânica de Gregório, Ana e a equipa: Útil, eficiente, de bom gosto, estilo.

Resumindo, uma segunda casa onde é bom aterrar.

Um look vintage, estiloso e despojado que dá vontade de navegar e tomar uma boa cerveja enquanto aprecia as fotos em exposição, as motos, o workshop, um show ou uma exibição de cinema se estiver planejado na Agenda. Em suma, ficaríamos ali umas horas.

Do lado da garagem, preparamos bases acessíveis e de médio deslocamento, XS400, KAWA Z550, HONDA CB500… perfeitas para um passeio à beira-mar!

 

Na integra:
https://4h10.com/backdoor-garage-project/


EVASÕES

A loja de motas, roupa, skate e surf que também é bar

A expansão na Rua 4, localização privilegiada no quarteirão central junto à marginal, fez-se ao longo dos anos. Começou pela urbanstore, há dez anos. Hoje, somam-se a Backdoor Garage e o B Social Club (todos interligados), este último aberto no final do ano passado. «Queremos que o cliente se sinta como em casa. Acrescentamos o bar para que uma pessoa não se aborreça quando acompanha alguém às compras», explica Ana Lopes, representante da loja. O bar é um pequeno espaço onde sobressaem as madeiras modernas e os móveis recuperados, o colorido das garrafas atrás do balcão e um canto com cadeirões em pele e uma bicicleta pendurada, para usufruir de gin tónico ou mojito na mão. Ali, serve-se café e bebidas alcoólicas.

Por toda a loja, há motas Mash, Bullit e Husqvarna de cilindrada entre 125cc e 700cc à venda, expostas como peças de decoração entre pranchas de surf, biquínis e sapatilhas, mas há outros modelos possíveis de adquirir por catálogo. O conceito motard é explorado na Backdoor Garage, onde a decoração imita o estilo de uma oficina mecânica. Ali não faltam acessórios como capacetes, luvas ou casacos, nem os serviços de customização e de manutenção (no âmbito do período de garantia das motas).

A loja é uma tentação para homens e mulheres apreciadores do estilo casual e urbano, que podem sair dali vestidos e equipados da cabeça aos pés e inspirados para um estilo de vida ativo. As marcas disponíveis são variadas. Há peças de roupa e acessórios Carhartt, Fred Perry ou Levi’s, calçado Vans, Adidas ou Dr. Martens, relógios Nixon, óculos de sol Vonzipper, mochilas Herschel e até auscultadores e colunas Marshall.

 

na integra: https://www.evasoes.pt/compras/espinho-compras-bebe-um-copo/498688/



BACKDOOR NA BIKEBOUND

O Yamaha XS750 e o XS850 – ambos triplos – não recebem quase tanta atenção dos fabricantes personalizados quanto os populares gêmeos paralelos XS650 da mesma época. No entanto, o XS750 de três cilindros foi elogiado como um “BMW Barganha” pela Cycle World após seu lançamento em 1976, e o tanque de estoque grita apenas “cafe racer”. Além disso, a classificação de 68-69 cavalos desses triplos iniciais ainda é respeitável. Em 1980, o motor foi aumentado para 826 cc e recebeu um virabrequim maior e um resfriador de óleo adicionado, e a moto se tornou a XS850 – no geral, muito semelhante à máquina anterior.

A moto em destaque hoje é “Lola”, uma XS750 cafe racer de 1978 construída pela talentosa equipa da Backdoor Garage de Portugal, que expressa a sua missão da seguinte forma:

Eles são uma equipe ocupada, personalizando 12 bicicletas por ano. “Lola” imediatamente saltou sobre nós com aquele esquema de cores John Player que permanece tão incrivelmente sexy até hoje, e aqui na BikeBound, somos otários por triplos. Vamos deixar os meninos de Backdoor pegarem o microfone daqui.

Escondido por décadas em um palheiro, recebemos um Yamaha XS750 datado de 1978, não funcionando, faltando peças e extremamente enferrujado. O projeto começou no planejamento, onde a principal motivação era preservar a maior parte das peças originais. Logo percebemos que o que esperávamos era muito trabalho. Depois de desmontada e com muito ferro saindo do quadro, a criação da estrutura da bateria e do equipamento elétrico foi uma terrível dor de cabeça.

A escolha da cor da armação foi tão fácil, pois em 1978, na F1, o John Player Special Lotus 79 foi premiado com o Campeonato de Construtores, e nos inspiramos nas cores da conhecida marca e resolvemos lutar também por um lugar no pódio.

Muitas horas de trabalho se seguiram: para economizar bombas de freio, retificar motor, usar eletrônicos mais simples, recuperar o motor de arranque e os amortecedores e criar um “baquet” feito à mão para um assento de couro feito sob medida – não é “Plug- and-Play ”, é HANDMADE.

A irmã mais nova (XS 400) gentilmente cedeu um guiador Clubman, ao qual apenas acrescentamos o essencial: mostradores para óleo e neutro. Desde os tempos modernos, apenas um sistema de alarme com controle remoto de partida elétrica.

or último, mas não menos importante, como a maior característica, quatro camadas de verniz sobre uma faixa de alfinetes branca e dourada, oferecem ao precioso um detalhe elegante.

Lola… a simplicidade da “Dama dos anos 70”… é assim que gostamos !!


VOLCOM X BACKDOOR

Backdoor vence o concurso de montras da prestigiada marca Volcom.

SNEAKERS LOVE PORTUGAL

Uma loja que junta três conceitos, é assim a Backdoor Espinho. Localizada junto ao Casino, e também perto da praia, na Rua 4 nº635, a Backdoor faz da diferenciação a sua grande distinção perante outros espaços. E essa distinção é conseguida através das marcas que vende, mas também dos serviços, entre os quais se incluem a Backdoor Garage e a Backdoor Motorcycles.

Em 260m2, a Backdoor tem um espaço para todos (e que inclui uma parede com um convite à participação de quem quer mostrar as suas obras artísticas). É possível comprar peças da Carhartt, Vans, Asics, Volcom, ou Edwin, mas quem quiser também pode adquirir uma mota à medida, máquinas criadas de raíz e com recursos estéticos e que trazem de volta o melhor dos clássicos. Os sócios, Greg e Alex, prometem entretanto novidades para breve no que toca ao site da Backdoor. Vejam em baixo algumas imagens da loja e descubram mais sobre a Backdoor.

original site: https://sneakersloveportugal.com/roteiro-de-lojas-backdoor/

CONCURSO DE MONTRAS DE NATAL

Realizou-se no passado dia 16 de Abril, a entrega dos prémios e diplomas de participação do Concurso de Montras de Natal – Montras de Encanto, inserido na vasta programação do Natal de 2012 – Espinho Cidade Encantada.

Esta programação de Natal resultou de uma parceria entre a Câmara Municipal de Espinho, a ViverEspinho – Associação Empresarial de Espinho (VE-AEE) e a Junta de Freguesia de Espinho.

Participaram 40 lojas no concurso, com um total de 70 montras, tendo a classificação sido a seguinte:

1º Prémio – Prémio ViverEspinho-Associação Empresarial de Espinho – Loja BackDoor, na Rua 4;
2º Prémio – Prémio Câmara Municipal de Espinho – Loja Só Pequeninos, na Rua 23;
3º Prémio – Prémio Junta de Freguesia de Espinho – Centro Óptico de Espinho, na Rua 20.

O júri foi constituído por dois arquitectos, um arquitecto formador de vitrinismo, uma professora do IPAM (Instituto Português de Administração e Marketing) e dois elementos chefe de vitrinismo em duas cadeias internacionais de lojas na cidade do Porto.

Esteve presente o Presidente da Câmara Municipal de Espinho, bem como os elementos do júri e comerciantes, o Presidente da Junta de Freguesia de Espinho e o Presidente da VE-AEE, os quais procederam á entrega dos diferentes prémios e diplomas de participação.

Posteriormente, houve uma breve referência à importância do vitrinismo e merchandising visual, ao valor das rendas e diferentes horários comerciais, tanto pelo Presidente da Câmara Municipal de Espinho – Dr. Pinto Moreira, como pelo Presidente da VE-AEE, Major Nunes da Silva.

× Olá, como posso ajudar?